A revolução dos chatbots!

Oito anos atrás, Steve Jobs introduziu no mercado digital uma loja de aplicativos, a App Store, algo que revolucionaria não só o mercado de celulares como a própria internet e o cotidiano de nossas vidas.

Ao longo destes oito anos, diversas aplicações foram criadas e amplamente utilizadas por nós. Amigáveis, educativas, interativas e intuitivas esses aplicativos foram evoluindo com o tempo e nós, nos acostumando ao uso deles.

Hoje, oito anos depois do rápido crescimento destas lojas virtuais, nossos smartphones estão cheios de Apps. Cada um com uma função e às vezes até vários aplicativos fazendo a mesma função. Sem contar a diversidade de layouts que acabam causando certa inconveniência para o usuário. Fora isso, as duas lojas mais populares de apps: o Google Play e a App Store estão saturadas, trazendo uma certa dificuldade para escolha de algo que vale a pena ser baixado e utilizado.

Com o amadurecimento do mercado e o excesso de oferta de Apps, surgiu a necessidade das empresas em criar uma boa estratégia de marketing e realizar um alto investimento para tornar-se visível para os clientes e mostrar o valor do seu App. Sabemos também que quem decide criar um novo App enfrenta um longo tempo de desenvolvimento e homologação.

Pensando em alterar esse cenário, em Abril deste ano, Mark Zuckemberg, (CEO do Facebook) liberou uma nova ferramenta para o desenvolvimento de Chatbots.
Chatbots são robôs virtuais presentes nos aplicativos de mensagens que ajudam seus usuários a completar tarefas como: checar a previsão do tempo, verificar o preço de algum produto na internet, gerenciar agendas e ler noticias entre outras possibilidades.

Interações podem ser feitas via Facebook Messenger

Devido o constante aprendizado de como os usuários interagem com os próprios bots ,esses “robôs virtuais” podem mesclar diversas funcionalidades e retornar um resultado simples com a maneira mais intuitiva de interpretação possível, através de uma linguagem natural.

O surgimento dos chatbots, acredita na unificação de canais de comunicação, facilidade e simplicidade para o empresário e usuário final.

O empresário conta com uma ferramenta acessível financeiramente por ter baixo custo, graças a um menor tempo de desenvolvimento, possibilidade de simples implantação e rápidas alterações.Já os usuários, passam por uma experiência mais dinâmica e simples, sem a necessidade de novos downloads.

Isso acontece pois os chatbots são aplicados nos app’s de mensagens que já estão presentes e instalados na maioria dos smartphones do Brasil e no mundo, como o Messenger, WhatsApp, Telegram e etc.

Com estas vantagens, e o avanço da Inteligência Artificial, os chatbots podem revolucionar o mercado digital na mesma velocidade em que os Apps o fizeram a quase uma década atrás.

Um comentário em “A revolução dos chatbots!”

Deixe uma resposta para Sueli Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *